O que posso servir em um coquetel?

Olá querido leitor

coquetel   Muitas vezes queremos organizar um evento mais simples e descontraído, como um coquetel, e não sabemos muito bem o que servir aos convidados. Nesse post conto sobre o surgimento do coquetel e apresento algumas sugestões de cardápios.

De acordo com o The Wall Street Journal, o coquetel surgiu em Londres na década de 60 e seu inventor foi o inglês Alec Waugh. Ele reunia amigos em casa e não gostava do requinte dos jantares e começou a servir comidas e bebidas em porções individuais aos seus convidados e a novidade veio para ficar. Durante os anos 70, o coquetel ficou restrito à Europa, mas nos anos 80 tornou-se tradicional em todo o mundo, obviamente que com variações no cardápio de acordo com a cultura de cada país.

No Brasil, chamamos de coquetel um evento que inicia após às 18 horas e que possui um tempo determinado de duração. Normalmente, eles duram entre duas e três horas apenas uma vez que tem como objetivo a comemoração de algum feito importante como um recebimento de um prêmio, uma homenagem, uma inauguração, acolhida de personalidades, etc.

Antes de decidir o cardápio, tenha em mente que precisará providenciar garçons extras (para coquetel o ideal é calcular 2 garçons a cada 25 pessoas), bandejas, guardanapos, copos e talheres, taças se houver brinde, baldes com gelo para acomodar as bebidas, travessas, mesas de apoio e também deverá calcular o espaço para os convidados em pé, tendo como base duas pessoas por metro quadrado.

Para calcular a quantidade de bebida e comida a ser encomendada, fique atento ao perfil de seus convidados. No geral, homens não comem muitos doces e mulheres não bebem muito, tente equilibrar da seguinte maneira: conte seis salgadinhos e três doces por pessoa. Se for servir vinho, uma garrafa de 1.000 ml rende em média 9 taças e a garrafa de espumante rende em média 6 taças. Caso sirva uísque, a garrafa rende 12 doses em média. Água e refrigerantes podem ser calculados em 200 ml por convidado.

Calma, você já deve estar se perguntando se tem que servir um pouco de tudo, não é mesmo? Nem sempre. Dependendo da ocasião um brinde com espumante já é o suficiente e alguns doces ou salgados para acompanhar fica perfeito. A seguir, apresento três opções de cardápio que são as mais comuns:

Cardápio 1:

Bruschetta

Canapé de Azeitonas

Canapé de Tomates Secos

Brigadeiro

Bombom de morango

Bombom de uva

Espumante e uísque

Cardápio 2:

Risoles fritos (dois sabores)

Mini-pastéis (dois sabores)

Canapé de Ricota

Canapé de Tomates Secos

Bombom de morango

Strogonof de Nozes

Bombom de coco queimado

Espumante, vinho e água

Cardápio 3:

Canapés Frios:

Canapé de pasta de queijo

Canapés de pasta de frios

Canapés de ricota com ervas finas

Canapés Quentes:

Canapé quente de creme de camarão

Canapé quente de creme de milho

Canapé quente de creme de espinafre

Canapé quente de creme de siri

Coxinhas de frango com catupiry

Croquetes de carne

Bolinhas de queijo temperadas

Kibes

Enroladinho de presunto e queijo

Casquinha de queijo parmesão com vinho branco

Pode-se providenciar um bolo para suprir o cardápio doce

Bebidas:

Espumante, vinho tinto e branco, uísque, refrigerantes, água mineral com e sem gás

Sempre é bom lembrar que é necessária uma degustação assim como a consciência de não encomendar salgados com massa podre, pois esfarelam na mão de qualquer pessoa e acabam causando constrangimentos. Seja responsável e inicie e termine o evento dentro de um prazo estipulado para que os convidados não se entediem. Capriche na apresentação dos pratos e na contratação de garçons experientes e seu evento será um sucesso.